Cultivar plantas para apartamento deixou de ser hábito de quem tem quintal ou espaços grandes e arejados. Essa prática ganhou adeptos nos últimos anos, pelo fato das verdinhas darem ao ambiente um ar mais agradável e acolhedor, mais próximo da natureza.

As vantagens são inúmeras, além da questão estética já mencionada, as plantas ajudam a purificar o ar e amenizam o clima. Há ainda pesquisas que dizem que as plantas acalmam e inspiram criatividade. 

Então, se você mora em apartamento e quer saber quais plantas são mais adequadas para o seu tipo de imóvel, continue lendo este texto que vamos te apresentar a forma correta de escolher as plantinhas ideais pro seu lar, dando dicas de quais plantas adquirir. Confira:


Primeiro passo: escolha bem o local 

O primeiro passo na escolha de plantas para apartamento é definir o local onde você quer que as plantas fiquem. Lembrando sempre que as plantinhas por mais que exijam cuidados específicos de acordo com a espécie, elas precisam de luz. Então, é importante escolher um lugar que possa oferecer luz natural para as plantas. 

Os lugares mais comuns que abrigam as plantinhas nos apartamentos são as varandas, por terem uma abertura grande com entrada de luz natural. No entanto, todos os cômodos da casa podem ter uma planta decorando o ambiente, até mesmo o banheiro. Basta saber que tipo de planta é mais adequada para aquelas condições de luz que o ambiente oferece. 

Se tiver animais domésticos em casa, como gato e cachorro, é importante também buscar espaços que os bichinhos não alcancem ou ainda que não façam mal para os animais em caso de ingestão.

Escolhido o local, vamos às dicas de plantas ideais para apartamento, suas demandas e em que ambiente elas podem ser cultivadas.

Plantas para apartamento: Jiboia

A jiboia é uma planta muito fácil de cuidar para aqueles que se acham muito descuidados. Ela é uma planta do tipo trepadeira e tem um crescimento bem rápido. Em apartamentos costuma ser usada em vasos pendurados ou ainda fixada nas paredes, ornamentando o ambiente. 

Deixe fora do alcance de crianças e animais domésticos, pois é uma planta tóxica, mas é ideal para apartamento por ser uma planta que não precise de luz direta do sol. Desse modo, as folhas verdes com pigmentação amarelada da jiboia vão bem não só na sala, como no quarto e até no banheiro. A rega da jiboia é de uma a duas vezes por semana, dependendo da temperatura da cidade.

Samambaia

A samambaia é uma planta bem versátil que pode ser cultivada em vários ambientes do apartamento. Sua aparência frondosa com as folhas sobressalentes dão um ar tropical aos espaços internos e externos.

Assim, como a jiboia, a samambaia não necessita de luz direta do sol, mas precisa ficar em ambientes iluminados. Se optar por colocá-la na varanda, por exemplo, reserve o espaço de maior sombra para ela. A rega da samambaia deve ser constante, até três vezes por semana, o suficiente para deixar o solo úmido (não molhar demais!).

Zamioculca

A zamioculca é uma das plantas mais indicadas para quem passa pouco tempo em casa e não tem tanta fonte de luz natural. De folhas verdes e bem espessas, essa planta não deve ser cultivada em área externa. Portanto, escolha um local com meia sombra ou sombra plena no apartamento que ela vai adorar o cantinho. 

A resistência desta planta permite que ela seja cultivada até em ambientes com ar condicionado. Sempre lembrando de vez ou outra colocá-la em um espaço com luz natural indireta. Assim, ela pode decorar a entrada do apartamento, bem como a sala de estar e até os quartos. 

Ressaltamos ainda que a zamioculca também que, mesmo sendo uma das melhores plantas para apartamento, ela é tóxica. Dessa forma, deve haver um cuidado redobrado com seu cultivo em caso de apartamento com animais de estimação e crianças.

Espadas de São Jorge e Santa Bárbara

Essas duas espadas são também plantas bem versáteis e ótimas para decorar apartamento tanto pela estética que elas apresentam como pela facilidade de cuidado que se tem com elas. Os dois tipos têm um cuidado muito semelhante e podem crescer bastante verticalmente, o que dá ao apartamento um ar de urban jungle

Ambas podem ser cultivadas no mesmo vaso para criar volume com as folhas e diversidade na decoração, uma vez que a espada de São Jorge apresenta uma pigmentação em tons de verde e a espada de Santa Bárbara tem uma borda amarela em sua folhagem.

Bem popular no Brasil, as espadas são de origem africana e são excelentes aliados na despoluição do ar

Costela de Adão

A costela de adão tem sido a queridinha nas decorações de casas e apartamentos pela sua folha que tem uma aparência bem peculiar que a destaca entre as demais. Essa planta tem uma folhagem exuberante, larga e com recortes ou furos que são sua característica principal.

De origem mexicana, a Costela de Adão não precisa também de luz direta do sol e a rega de suas folhas tem que ser frequente. Uma curiosidade é que a planta é frutífera, mas suas folhas são tóxicas e não devem ser ingeridas. Por ser uma planta bem frondosa em sua fase adulta, a costela pode ser cultivada no canto de um cômodo ou perto da porta de entrada. 

Cacto

Cactos também são bem requisitados quando se pensa em decoração de apartamento e não é por menos. De tamanhos variados, os cactos se tornam uma planta coringa para se ter em casa. Isto porque eles não precisam de muita água e ficam bem em um vaso no chão da sala, até mesmo na estante, dividindo espaço com outros itens de decoração.

O cacto, porém, é uma planta que requer muita luz solar direta, mas podem ser posicionados em locais com meia sombra, desde que o cuidador crie uma rotina de colocar a planta em um lugar com luz direta pelo menos por duas horas ao dia.

Suculentas

Assim como os cactos, existe uma diversidade de espécies de suculentas no mercado da jardinagem de tamanhos, formas e cores diferentes. Essas plantas têm um sistema de armazenamento de água o que dispensa a rega constante, porém são plantas solares que necessitam da luz direta do sol. A mesma prática de exposição ao sol sugerida para os cactos pode ser aplicada aqui também.

As suculentas e os cactos podem compor um jardim vertical na varanda muito harmonioso e gerar a sombra para as outras plantas que não necessitam de luz direta. Vão dar charme e elegância a qualquer ambiente.

Gostou das dicas? Para ler mais textos sobre como decorar seu apartamento,  assine nossa newsletter.